No Brasil, a temática da maconha medicinal vem ganhando destaque, no entanto, embora haja estudos preliminares que indicam que algumas das substâncias contidas na cannabis possam ser eficazes para tratar determinados problemas de saúde, a liberação do uso medicinal de qualquer tratamento ou droga deve submeter-se a uma série de procedimentos administrativos e científicos, para que seja garantida à população sua utilização segura. Apenas nesse caso se pode falar em uso medicinal. A cannabis não é exceção. O seu eventual uso medicinal deve seguir estritamente a lógica da saúde pública e, por isso, sua aprovação não pode abrir mão de nenhum protocolo de segurança, sob risco de produzir importantes danos na população. No caso da dita maconha medicinal, os necessários processos para aprovação com segurança não foram atendidos.

Dr. Guilherme Messas é psiquiatra especialista em Álcool e Drogas, é Professor e Coordenador do Programa de Duplo Diagnóstico em Álcool e Outras Drogas da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Confira a notícia completa publicada no portal de notícias Atitude e disponível em: http://www.atitudeto.com.br/sobre-maconha-medicinal-no-brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s